ASSISTEC - Controle de pragas urbanas

Icone EscorpiãoEscorpião


Os escorpiões são predadores de insetos, como baratas, grilos, cupins, etc. Alimentam-se também de aranhas e de outros escorpiões. 

Os escorpionídeos, conhecidos popularmente como escorpiões, pertencem à classe dos aracnídeos. Não são insetos, como pensam erradamente algumas pessoas. Juntamente com as aranhas, os carrapatos e os ácaros, que são seus companheiros de classe, os escorpiões pertencem ao filo dos artrópodes, que inclui, além dos aracnídeos, a classe dos insetos, dos crustáceos e outras.

Os escorpiões não põem ovos. São vivíparos e seus filhotes nascem por meio de parto, após uma gestação longa. Em T. Bahiensis e T. Serrulatus a gestação dura de 2 meses e meio a 3 meses. Algumas espécies, inclusive T. Bahiensis, podem gerar mais de uma ninhada a partir do mesmo acasalamento, decorrendo vários meses entre dois partos consecutivos. Entre estes escorpiões, cada ninhada pode ter mais de 20 filhotes, mas outras espécies podem produzir até 90 ou mais filhotes!

Os escorpiões se destacam entre os aracnídeos por terem uma duração de vida que vai além de uma estação. Chegam à maturidade em 1-3 anos, e atingem normalmente um período de vida de 2-6 anos. O maior tempo de vida registrado para um escorpião chega até 8 anos.

Espécies

As espécies mais encontradas no Brasil são o escorpião amarelo (tityus serrulatus) e o escorpião marrom ou preto ( tittyus bahiensis).

Escorpião amarelo (Tityus serrulatus)

Amarelo claro, com manchas escuras sobre o tronco e na parte inferior do fim da cauda; o quarto anel da cauda com duas fileiras de "dentes" constituindo 2 pequenas serras dorsais

Escorpião marrom (Tityus bahiensis)

Marrom avermelhado escuro, braços (palpos) e pernas mais claros, com manchas escuras. Segmento caudal liso no dorso. Quando adulto, chega a 7 cm de comprimento.

Curiosidades

Escorpiões costumam comer muito de cada vez, ingerindo o alimento lentamente, e depois são capazes de ficar sem comer por muitos dias, até por mais de um mês.Trituram fragmentos de alimento, umedecendo-os na boca (o que propicia já a digestão), sugando-os depois e eliminando os restos, como pequenas bolas de detritos. "Um escorpião da espécie T.bahiensis mantido em cativeiro, demorou 20 horas para comer uma barata comum" (F.A.Mathiesen, O Escorpião).
Quase todas as pessoas já ouviram dizer que, quando os escorpiões são acuados e correm risco de vida, eles se suicidam. Por exemplo, se um escorpião for colocado em um círculo de fogo, não vendo nenhuma saída, o escorpião cravará o ferrão em seu próprio corpo, morrendo em seguida.
Segundo alguns estudiosos do assunto, contudo, isso não passa de mais um mito sobre o escorpião. Fornecem a seguinte explicação: "com a elevação da temperatura, o animal fica muito agitado e os movimentos bruscos do metassoma podem dar a impressão de que ele está tentando matar-se. Na realidade, é a alta temperatura que, provocando profunda alteração no organismo do escorpião, leva-o à morte".

WhatsApp